By Ana Bailune
"Toda a arte é completamente inútil." -  Oscar Wilde
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


Sobre Taís e Titi
 
Há pouco tempo, li nas redes sociais declarações sobre a atriz Taís Araújo, que recentemente deu uma palestra sobre racismo na TED. Fui pega pela armadilha dos que afirmavam que a atriz teria dito que as pessoas atravessam a rua quando veem o filho dela na calçada. É claro que achei tal afirmação um absurdo, já que o que realmente existe no Brasil não é preconceito de cor, mas de classe social. Porém, a história não foi bem assim: na verdade, o que ela afirmou foi descontextualizado. Ela disse que não gostaria que, no futuro, as pessoas mudassem de calçada quando vissem o seu filho.
Sinal de que o racismo é grande no Brasil? Bem, não posso dizer que ele não exista; mas penso que a atriz foi vítima não de racismo, mas de calúnia – o grande mal do século que pulula nas redes sociais. 


Quanto a Titi – filha de atores famosos – uma pretensa socialite que vive fora do Brasil gravou um vídeo dizendo coisas sobre a criança que nem valem a pena serem repetidas aqui. Mas estranhei muito o fato desta socialite parecer ser, ela mesma, de origem negra, apesar das aparentes operações plásticas que afinaram seu nariz e de sua síndrome de Michael Jackson, e também estranhei o fato de que a tal mulher nem sequer sabe falar corretamente, cometendo muitos erros de português. Socialite semianalfabeta? Para mim, ela parece uma pessoa ‘montada’, falsa, criada por alguma fábrica de celebridades de terceira classe para um fim definido. Fiquei pensando que uma pessoa normal, nos dias de hoje, não faria tais afirmações racistas em uma rede social se tivesse um pouquinho de bom senso, o que me leva a desconfiar de que ela seja apenas louca – se não estiver sendo paga para fazer tais coisas.


Apesar do racismo ser real não só no Brasil como no mundo, existem exageros da parte dos negros, assim como existem exageros da parte de feministas quanto a suas causas. Vivemos em uma época de exageros, calúnias e hipocrisias. Vivemos em um país onde as pessoas atravessam a rua ao verem um negro se aproximando, mas isso só acontece se ele estiver sujo ou humildemente vestido; caso esteja usando um terno elegante ou roupas de marca, isso não acontece. E tais preconceitos ocorrem em todos lados: dos brancos contra os negros, dos negros contra os brancos, dos brancos contra os brancos e dos negros contra os negros.


Por isso, acho que o racismo é um problema, mas não o maior deles. Os maiores problemas são a hipocrisia, a calúnia, a vitimização, o preconceito de classe e a intolerância geral. 


 

 
Ana Bailune
Enviado por Ana Bailune em 02/12/2017
Alterado em 02/12/2017


Comentários

MATURIDADE Ana Bailune R$11,55
O JARDINEIRO SONHADOR & OUTRAS CRÔNICAS Ana Bailune R$4,34
LIXO EXISTENCIAL - AMOSTRA Ana Bailune R$1,00
SEMPRE CADA VEZ MAIS LONGE Ana Bailune R$2,00
A Ilha dos Dragões Ana Bailune R$7,00
Vai Ficar Tudo Bem - ESGOTADO - Disponível na... Ana Bailune R$2,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras