By Ana Bailune
"Toda a arte é completamente inútil." -  Oscar Wilde
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


Coisas que eu Disse Por Aí...
 

Sou tolerante. A minha tolerância vai até o limite da educação com que sou tratada. Mas a minha educação vai além disso.
 

Prudência: uma amiga que pouco nos visita nos dias de hoje!
 

Um olha para o outro, dois lados ansiando tornarem-se um. Mas há um mar no meio.
 

A mídia também influencia naquilo que pensamos de nós mesmos.
 

Nunca mais baixei a cabeça para ninguém. Nunca mais deixei que me dissessem o que queriam sem que ouvissem o que precisavam. Desde então, tenho sido muito mais feliz, e muito mais respeitada, principalmente por mim mesma. Perdi algumas coisas muito importantes por ter sido "magnânima", por ter perdoado e oferecido a outra face, por ter simplesmente me calado e deixado para chorar no travesseiro. Hoje, eu perdoo quando eu acho que a pessoa merece ser perdoada. Nem todo mundo merece perdão. 
 

Dou a mim mesma o direito de manifestar-me contra ou a favor daquilo que eu quiser, quando eu quiser. Porém, sempre
assino em baixo de tudo o que eu escrevo.


 Reconhecer o erro é sinal de que anda há tempo.
 

As noites de outono são cheias de estrelas que parecem ter sido polidas, de tanto que brilham. Talvez por isso elas nos inspirem tanto.
 

Passarinhos são a mais linda poesia que Deus colocou na Terra...
 

Que as asas estejam sempre abertas sobre os céus certos!
 

Sobre a morte: quem sabe, ela seja a mãe que nos receberá de braços abertos, e reconheceremos sua face apenas ao corrermos em sua direção, crianças novamente...
 

Piramos esporadicamente para não pirarmos de vez.
 

Acho que a gente perde muito tempo tentando sermos perfeitos, os melhores em tudo, quando é mais fácil relaxar, olhar e volta e gostar daquilo que se tem, e que geralmente, é mais do que o suficiente. Ambições? Que sejam do tamanho que não dói.
 

Parece que a solidão toma proporções imensas à noite. Aliás, todos os fantasmas crescem à noite.
 

O amor tem sentido quando ele é correspondido. Caso contrário, ele nos faz perder o sentido.
 

Coisa importante essa, de estarmos em paz conosco e com o nosso ambiente!
 

Um odor suave é conquistado, às vezes, através de muito suor.
 


A imaginação tem a ver com magia. Deixa a vida mais feliz.
 

Algumas coisas são inúteis, e não devemos perder tempo com elas. Dizem que nem todo verso fala profundamente a vários corações.
 


As pessoas entram 'de sola', e acabam descalças e sem calças.
 

Às vezes temos saudades até do que a gente só imaginou.
 


Há distâncias a serem percorridas entre o que podemos e o que não podemos. No segundo caso, não existem estradas.






 
Ana Bailune
Enviado por Ana Bailune em 09/04/2018
Alterado em 09/04/2018

Música: Water Shows the Hidden Heart - Enya



Comentários

MATURIDADE Ana Bailune R$11,55
O JARDINEIRO SONHADOR & OUTRAS CRÔNICAS Ana Bailune R$4,34
LIXO EXISTENCIAL - AMOSTRA Ana Bailune R$1,00
SEMPRE CADA VEZ MAIS LONGE Ana Bailune R$2,00
A Ilha dos Dragões Ana Bailune R$7,00
Vai Ficar Tudo Bem - ESGOTADO - Disponível na... Ana Bailune R$2,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras