By Ana Bailune
"Toda a arte é completamente inútil." -  Oscar Wilde
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


UMA QUESTÃO DE HUMANIDADE


Lembro-me da ocasião em que o ex-Presidente Lula adoeceu e começou a tratar de câncer; também me lembro de quando a ex-Presidente Dilma foi acometida da mesma doença. Pena é que também me recordo dos comentários absurdos que foram feitos nas duas ocasiões, alegando que eles 'mereciam' as doenças que
tiveram, que melhor seriam estando mortos, e outras maldades do tipo. 

Em ocasião da facada que quase tirou a vida do atual Presidente Jair Bolsonaro, ouvimos coisas semelhantes e ainda piores; sinal de que a humanidade não evolui nada de lá para cá.  Não melhoramos muito desde então, pois quem deseja a doença e o mal de outra pessoa, não pode ser alguém bom. Não se trata de uma questão política agora, e nem se tratava de uma questão política nas outras duas ocasiões. É uma questão de humanidade mesmo (ou da falta desta).

Infelizmente, o nosso Presidente vai necessitar passar por mais uma cirurgia, ainda devido às consequências daquela facada. Fico muito triste de ver o que as pessoas andam falando por aí, e até mesmo decepcionada ao saber quem estas pessoas são - ou dizem ser! Pessoas que afirmam se importar com o destino da natureza e da humanidade, católicas ou espíritas praticantes, supostamente caridosas, daquelas que mandam mensagens fofinhas pelo Instagram e Whatsapp desejando-lhe bom dia e afirmando que "Jesus é a luz do mundo." 

Pena que essa luz não tenha chegado até elas.

É contraproducente desejar um mundo melhor enquanto se espalha comentários tão cheios de ódio; é sinal de falsidade falar de luz quando suas palavras vêm das trevas mais escuras do inferno. É hipocrisia falar da corrupção de certos políticos enquanto a própria alma sofre da forma mais vil de corrupção. 

Ninguém precisa gostar de ninguém. Ninguém precisa desistir de suas convicções políticas - afinal, é necessário que para tudo exista o seu oposto no mundo, pois só assim mantém-se o equilíbrio. Cada um escolhe e tem o direito de escolher aquilo que acha melhor. Porém, que essa escolha não necessite de maldade e de mentiras para sustentar-se. Não posso sair por aí desejando a morte das pessoas que eu não gosto. 

Se eu não consigo desejar saúde a alguém, que pelo menos eu não deseje nada, ou que eu saiba me calar e me abstenha de espalhar pelo mundo o ódio que eu trago dentro de mim. Que este ódio não se espalhe, não se propague, mas que morra na acidez da minha própria saliva ou diante da luz do conhecimento. 

Para que tal ódio não chegue até mim e não me deixe com um gosto amargo na boca e bile no fígado, estou bloqueando todos que se pronunciam com sarcasmo ou maldade a respeito da saúde do Presidente da República ou de outras pessoas. Peço também que tais pessoas não mais me visitem ou comentem.

Ana Bailune
Enviado por Ana Bailune em 03/09/2019


Comentários

Free background from VintageMadeForYou
MATURIDADE Ana Bailune R$11,55
O JARDINEIRO SONHADOR & OUTRAS CRÔNICAS Ana Bailune R$4,34
LIXO EXISTENCIAL - AMOSTRA Ana Bailune R$1,00
SEMPRE CADA VEZ MAIS LONGE Ana Bailune R$2,00
A Ilha dos Dragões Ana Bailune R$7,00
Vai Ficar Tudo Bem - ESGOTADO - Disponível na... Ana Bailune R$2,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras