By Ana Bailune
"Toda a arte é completamente inútil." -  Oscar Wilde
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


Às Vezes...
 
 
Às vezes,
Deito o olhar sobre as coisas e pessoas,
Sem nada querer,
Sem nada pensar.
 
Eu me sento num canto,
As mãos sobre o colo,
Olhando nos olhos sem ser vista,
Rindo um pranto.
 
Caminho anônima pelas calçadas
Da vida,
Fico parada nas encruzilhadas,
Os passos indecisos...
-Mas finalmente, sigo.
 
Há uma certa distância
Entre o que penso e o que digo,
O que penso e o que não digo,
E o que digo sem pensar.
 
Às vezes,
Eu me deito naquela rede
A balançar,
Para lá e para cá,
Sem sair do lugar,
Mas eu vou tão longe!
 
E de repente,
Surge um outro sol alquebrado
No limiar do meu horizonte
-E já nasce cansado...
 
E ele rola sobre o dia,
Sua luz se alternando
Entre quente e fria,
Absorvendo e emanando
Todo tipo de energia
E as transformando
Numa síntese
Da minha fotossíntese.
 
Às vezes,
Eu não entendo,
Noutras,
Prefiro não entender.
-E que diferença faz, no fundo,
Saber e não saber?



Ana Bailune
Enviado por Ana Bailune em 09/12/2017

Música: Bob Welch / Sentimental Lady - Bob Welch



Comentários

MATURIDADE Ana Bailune R$11,55
O JARDINEIRO SONHADOR & OUTRAS CRÔNICAS Ana Bailune R$4,34
LIXO EXISTENCIAL - AMOSTRA Ana Bailune R$1,00
SEMPRE CADA VEZ MAIS LONGE Ana Bailune R$2,00
A Ilha dos Dragões Ana Bailune R$7,00
Vai Ficar Tudo Bem - ESGOTADO - Disponível na... Ana Bailune R$2,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras