By Ana Bailune
"Toda a arte é completamente inútil." - Oscar Wilde
Textos




Complacência


Do alto de sua complacência
Ela olha o mundo.
Sai para caminhar, quando há sol,
E se chove,
Aguarda quieta, janelas fechadas,
Até que a chuva passe.
Ela não reclama,
Ninguém a ouve murmurar
Quando a vida lhe tira
Todas as coisas que ama.

Chora sozinha, na cama,
Onde ninguém a escuta,
E no dia seguinte, levanta-se
E parte para sua labuta.

Ela está quase sempre só,
Mas procura estar presente
Ajudando aos que precisam,
E que às vezes, a veem como
Uma indigente.

Já foi machucada muitas vezes,
Mas jamais conta as feridas ou as cicatrizes.
Nas festas, prefere estar quieta,
Dedicando sua atenção
A quem dela se aproxima,
Fazendo companhia aos chatos
Com quem ninguém quer conversar.

Dentro dela, há uma força,
Um mistério, uma grande mulher,
Uma enorme generosidade
Que muitos chamam de tolice,
E que não vem de nenhum preceito de religião,
pois é ateu seu coração.

Eu acho que vem da vida,
Essa mesmo, que a fere,
Tirando, aos poucos, o que ela ama,
Essa vida que vai com ela
Todas as noites, para a mesma cama,
E no silêncio se desculpa
Por tornar sempre difícil
A sua luta.


À minha irmã.
Ana Bailune
Enviado por Ana Bailune em 09/03/2020
Comentários
Free background from VintageMadeForYou
MATURIDADE Ana Bailune R$11,55
O JARDINEIRO SONHADOR & OUTRAS CRÔNICAS Ana Bailune R$4,34
LIXO EXISTENCIAL - AMOSTRA Ana Bailune R$1,00
SEMPRE CADA VEZ MAIS LONGE Ana Bailune R$2,00
A Ilha dos Dragões Ana Bailune R$7,00
Vai Ficar Tudo Bem - ESGOTADO - Disponível na... Ana Bailune R$2,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras